[COMPÓS] Retij - Submissão de trabalhos SBPjor

Estão abertas, até 15 de agosto, as submissões de trabalhos para as três sessões coordenadas definidas pela Rede de Estudos sobre Trabalho e Identidade da(o)s Jornalistas (Retij) para o encontro anual da SBPJor. 

Os trabalhos podem ser submetidos acessando a área da(o) congressista. Na primeira tela (dados do trabalho), selecione 'Submissão de Trabalhos para Coordenadas'. Na tela seguinte, depois de inserir o título do trabalho, você seleciona a sessão coordenada da Retij para a qual quer submeter o trabalho.

 

Segue descrição das três coordenadas da Retij:

Temáticas das sessões coordenadas

Sessão coordenada 1 - Jornalismo e pandemia

A pandemia da Covid-19 trouxe impactos na dinâmica social. E não poderia ser diferente no jornalismo. A(o)s jornalistas foram incluída(o)s na categoria de serviços essenciais. A cobertura jornalística não parou. Mas também sofreu consequências em seus processos de trabalho. Perceber como as rotinas foram alteradas, as adequações realizadas e as condições que foram oferecidas para o desenvolvimento do trabalho da(o)s jornalistas é relevante para a compreensão do funcionamento da produção jornalística, incluindo as perspectivas que se apresentam para um momento pós-pandemia.

Sessão coordenada 2 - Reestruturação no jornalismo

O capitalismo está em continua reestruturação. O jornalismo, por sua intrínseca relação com as transformações sociais, é impactado por dinâmicas mais amplas da sociedade. Processos vinculados à reestruturação produtiva, como financeirização do capital, plataformização do trabalho e precarização de suas condições, são dimensões também percebidas nos processos de realização do trabalho da(o)s jornalistas, e que repercutem no condicionamento de suas identidades. As ‘crises’ identificadas na produção jornalística evidenciam essa correlação de fatores, e seu conhecimento pode qualificar perspectivas e desdobramentos futuros.

Sessão coordenada 3 - Alternativas no Jornalismo

Há uma orientação na pesquisa acadêmica que reconhece que as organizações de produção jornalística vinculadas a conglomerados econômicos fazem parte de um jornalismo convencional, ou mainstream. Em contraponto a essas organizações, presentes em toda a história do jornalismo, se organizam grupos e coletivos que investem na estruturação de iniciativas/arranjos que estabelecem diferenciações em relação ao modelo convencional de jornalismo. Observar as características diferenciais entre diversos modelos de jornalismo, e como esses elementos subsidiam repercussões nas práticas e identidades da(o)s jornalistas, configuram momentos de discussão relevantes para a compreensão das ideologias presentes na produção jornalística.  

http://sbpjor.org.br/sbpjor/

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910