REENCANTAMENTO DIGITAL? A INTERNET COMO FERRAMENTA DE PODER DA IGREJA

Nome: Karina Inacio de Araujo Lambert
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 22/03/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Gabriela Santos Alves Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Erly Milton Vieira Junior Suplente Interno
Gabriela Santos Alves Orientador
João Barreto da Fonseca Examinador Externo
José Antonio Martinuzzo Examinador Interno

Resumo: A história da humanidade é marcada pela religião. Assumindo o status de ponte entre deuses e homens, as instituições religiosas conseguiram manter, por séculos, relações de poder como detentoras do saber religioso, tido como inquestionável. Dessa forma sua influência acabou por se desdobrar em diferentes frentes, tornando-se fenômeno social que conduz comportamentos, pauta opiniões e direciona ações, muitas vezes de sociedades inteiras. Até que a racionalidade característica da modernidade, impulsionada pelo capitalismo e o pensamento iluminista, fragmentou o mundo religioso, provocando o que Max Weber (2004) chama de desencantamento. Nesse momento a religião perdeu a hegemonia que exercia como produtora de sentido, tornando-se uma escolha subjetiva. Entretanto, o ritmo e as mudanças aceleradas promovidos pelas tecnologias de informações deram um novo fôlego à religião, porém não sem causar profundas mudanças. A partir de então há o “desdobramento de uma religiosidade individual, móvel e moldável que dá lugar a formas inéditas de sociabilidade religiosa” (HERVIEU-LÉGER, 2015, p. 30). Os meios de comunicação tornam-se uma via de mão dupla, pois tanto permitem um
reencantamento pela religião, quanto geram um abalo na autoridade das instituições, pois estas passam a não ser as únicas detentoras do saber religioso. Assim, essa pesquisa busca abordar o panorama religioso de nossa época a partir do movimento constante das instituições religiosas para manter sua autoridade e relações de poder, muitas vezes manipulando o sagrado em busca de interesses sociais, políticos e econômicos em uma sociedade de controle em que o poder e as institucionalidades são atravessados pela mensagem comunicacional. PALAVRAS-CHAVE: religião, sociedade de controle, sociedade disciplinar, internet, instituições, autoridade, poder.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910